PL garante medicamento a pacientes transplantados pelo SUS



O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) protocolou Projeto de Lei que garante o direito ao fornecimento contínuo de medicamentos a todos os pacientes transplantados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta de Alessandro determina que o SUS disponibilize todos os medicamentos imunossupressores necessários para a realização de transplantes de tecidos, órgãos e partes do corpo humano.

“Sabemos que esses medicamentos são fundamentais para o sucesso do procedimento, haja vista que impedem fenômenos imunológicos como a rejeição do órgão transplantado ou a doença enxerto versus hospedeiro, no caso dos transplantes de medula óssea. Ou seja, a indisponibilidade da terapia imunossupressora coloca em risco o sucesso do tratamento e, por conseguinte, a vida do paciente”, justifica o parlamentar sergipano.

Vieira lembra que, em geral, os transplantes de órgãos, células e tecidos são a última opção terapêutica de pacientes com afecções graves como, por exemplo, insuficiências renal, hepática e cardíaca, doenças da córnea e doenças hematológicas. Para o senador, “além do sofrimento decorrente de suas doenças, os pacientes enfrentam momentos de grande angústia na fila do transplante à espera de um doador imunologicamente compatível, além da expectativa de se submeteram a uma cirurgia de grande porte, com risco de complicações de natureza complexa e potencialmente graves”.

O senador afirma ainda que, “como se toda a situação não bastasse, a imprensa tem reportado repetidamente sobre a indisponibilidade, no Sistema Único de Saúde (SUS), das imunossupressoras necessárias para o controle dos pacientes em fase de pós-transplante. Pelas notícias veiculadas, isso tem ocorrido em várias unidades da Federação”.

Segundo Alessandro, “é necessária e urgente a atuação do Parlamento para assegurar aos pacientes do sistema público de saúde o pleno acesso a esses medicamentos”.

Texto: Laísa Bomfim

Foto: Agência Senado



3 visualizações0 comentário