Alessandro Vieira afirma que é ignorado por Alcolumbre



O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) fez nesta quarta, 09/09, durante uma questão de ordem, um duro discurso contra a reeleição de Davi Alcolumbre, no Senado, e Rodrigo Maia, na Câmara. "Eu sou contrário a qualquer possibilidade de reeleição, tenho essa defesa com base técnica, texto constitucional, e mostro com muita clareza com um exemplo concreto, o meu, da inviabilidade do apego ao poder", disse. Alessandro Vieira afirmou que está sendo ignorado por Alcolumbre desde que se posicionou. "Depois que manifestei minha opinião contrária à reeleição, deixei de ser atendido pelo presidente Davi Alcolumbre, meus projetos não são pautados - mesmo projetos humanitários, como a definição de parâmetros para a distribuição de vacinas. Esta é a forma de quem quer permanecer no poder a qualquer custo. Isso não é democracia." O senador chegou a solicitar por ofício reunião com o presidente da Casa. Sem resposta. "Veja o nível do ridículo".


"Não posso ter essa teoria de que todo assunto deve ser debatido, mas se me interessa, e não deve ser debatido, se não me interessa. Todo assunto deve ser debatido em respeito à representou política que foi delegada no pleito que enfrentamos", completou. Sem citar a senadora Rosa de Freitas (Podemos-PE), que apresentou PEC que busca permitir a reeleição de Maia e Alcolumbre, Alessandro Vieira pontuou que qualquer parlamentar tem "ampla liberdade de apresentar a proposta que bem entender, mas não é justo atribuir a vedação da reeleição a um entulho autoritário". Afinal, lembrou, foi a Constituição de 1988 que consagrou essa restrição, no artigo 57, parágrafo 4. "Essa Casa não pode deixar de discutir os temas, tem que enfrentar os temas, e já aproveito para cobrar a discussão de CPIs, de pedidos de impeachment, de debates que são importantes porque tratam do mal que corrói a alma brasileira, que é a corrupção."

2 visualizações0 comentário